quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Avareza

Deve ser o único pecado com o qual não me identifico nada, nadinha mesmo!
Quando tenho dinheiro gasto, quando não tenho simplesmente não gasto.
Mete-me um bocado confusão aquelas pessoas forretas e agarradas ao dinheiro...tenho aprendido muito com este tipo de pessoas.
É muito triste ajudar alguém, fazer favores, dar a camisola...depois quando precisamos, a mão de quem ajudamos não se estende para nos ajudar e ainda nos dão facadas nas costas! Não sou de cobrar aquilo que dou ou faço, mas gosto de pelo menos ouvir um "Obrigado" sincero do fundo do coração.
Há uns meses tive uma grande desilusão, ainda por cima de uma pessoa que não esperava. Fiquei a perder nessa situação, não me importo. Fiz pela minha imagem e pela consideração que tenho por outras pessoas envolvidas. Não fiz para ajudar essa "amiga"...
Sinceramente tudo isto deixa-me um pouco desiludida e triste porque eu NÃO SOU ASSIM!
Sou do estilo de quem dá a camisola por um amigo, faço tudo para ajudar alguém que me peça ajuda sincera. Sou amiga de ouvir, de chorar, de rir, de aconselhar, de passar noites em branco...sou AMIGA!
Gosto de dar, se for preciso dou tudo o que tenho...mas só a quem merece!
Não devemos acreditar em sorrisos. Por vezes estão a passar-nos uma mão na cabeça, enquanto que a outra mão tem uma faca impiedosa que nos é espetada na costas.

4 comentários:

Aninhas disse...

"Por vezes estão a passar-nos uma mão na cabeça, enquanto que a outra mão tem uma faca impiedosa que nos é espetada na costas." Esta frase é bem verdade e senti isso na pele... Às vezes aqueles que pensamos que são nossos amigos, só estão ao nosso lado por interesse... Quando o interesse acaba termina a "amizade"...

Bjx

*B* disse...

Lá está a tal diferença entre os Amigos e os amigos!

Sabes que te digo, querida? Nem o nosso sofrimento merecem!



Beijinho especial*

Raio-de-Luar disse...

Olá Eva
Que palavras tão verdadeiras. Infelizmente é verdade o que descreves e o tipo de pessoas que descreves. Acredito que todos nós já sofremos com pessoas assim, talvez alguns de nós tenham feito a mesma coisa. Eu, por mim, sei que nunca fiz. Já saí muito magoada de diversas situações e desiludida com algumas pessoas. Os tais amigos, por muito que custe, a coisa nunca mais volta a ser a mesma e com um bocado de sorte não temos de continuar a privar e conviver com eles. Mas quando esse tipo de pessoas estão na família? Quando nos magoam a sério, desiludem, viram as costas quando mais precisamos e vêm pôr pra baixo quando estamos bem? Quando por uma questão de consciência própria, porque são familiares e tal, até vamos continuando a dar a mão quando eles precisam, sabendo que nem um obrigada se ouvirá, sabendo que no dia seguinte praticamente nos mandam à m****?! Aí é muito mais difícil, e infelizmente falo com conhecimento de causa.
E no fim, todos nós morremos... e estas pessoas desperdiçam a vida a "lixar" os outros.
Desculpa o comentário longo (e o desabafo também).
Beijinhos

Miss Yellow disse...

E como custa.. São sempre os que se empanham e dão a camisola que ficam desiludidos.. Ao menos ficas de consciência tranquila, não tiveste culpa, fizeste o que achaste que seria correcto. Acho isso bonito ! =)

Beijinho